segunda-feira, 8 de abril de 2013

Vida inteligente.

Conhecimento prévio

Uma imagem que ilustra o entendimento de "conhecimento prévio" é uma ponte.Ou como nos dias da minha infância, se dizia "pinguela," "mata-burro." O certo que a imagem é para significar "ligação" "link" para outra área  do cérebro.Em alfabetização é fundamental.Tive um aluno, acadêmico do curso de Ciências, já extinto na universidade de Rondônia que fez um depoimento interessante para ilustrar também. Disse ele: "já sei onde foi que fiquei burro, foi na escola! Cheguei do sítio, bem informado. Sabia quando plantar feijão, milho, como ordenhar as vacas, como nascem e de onde vêm os leitões.Mas ao chegar à escola me deparei com o texto - Xerxes mexeu com Xexéu! Fiquei bobo!" Naquela época ministrava aulas de Sociologia de Educação; o debate foi acalorado. Uns defendiam, outros condenavam a escola.
Demorei conhecer Ausubel, pesquisador americano.Para ele o conjunto de saberes que a pessoa traz como contribuição ao aprendizado é tão essencial que mereceu uma citação contundente, no livro Psicologia Educacional: "O fator isolado mais importante influenciando a aprendizagem é aquilo que o aprendiz já sabe. Descubra isso e ensine-o de acordo".
Volto ao assunto alfabetização.Emília Ferreiro que pesquisou as hipóteses que os sujeitos têm quando estão se apropriando da língua escrita descreve bem o conhecimento prévio que cada um já tem do que seja escrever.Ela entrevistou crianças da periferia de Buenos Aires e constatou que todos chegam à escola com um saber elaborado; resta à instituição, através dos professores bem preparados, bem remunerados, planejar atividades que contemplem esses saberes prévios. Então não haverá segredo para alcançar 100% de alfabetizados já no primeiro ano escolar. Ao contrário do que se pregoa, aos seis anos há sim vida inteligente!   

3 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, NILVA.Apareça...é um prazer!

      Excluir
  2. É isso aí Norma. Mas geralmente quem vão para as salas alfabetizadoras são os professores iniciantes de carreira e que ainda não conseguem enxergar e entender isso.

    ResponderExcluir